Multas de radares não cadastrados serão anuladas

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos deputados aprovou o projeto de lei que determina que todos os radares fixos do país sejam cadastrados.

A medida propõe a criação de um banco de dados, fiscalizado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), com o objetivo de dar mais transparência nas informações coletadas pelos aparelhos.

Pela proposta serão inválidas as multas registradas por radares não cadastrados no Cadastro Nacional de Instrumentos Fixos de Fiscalização Eletrônica de Trânsito (Cifet). Atualmente há cerca de 3.500 radares fixos instalados no país.

Ao ser autuado, o motorista poderá consultar pela internet as informações sobre os radares, como sua localização, a data em que passou a operar e a importância de sua instalação naquele local.

O projeto de lei tramita desde 2012 e foi proposto pelo deputado Lázaro Botelho. Para Botelho, esse banco de dados irá transmitir mais confiança aos condutores, de forma a reduzir o sentimento de injustiça em relação às multas geradas pelos aparelhos.


Fonte: QUATRO RODAS
A.M

Outras Notícias

União vai assumir perdas de R$ 400 milhões por mês da Eletrobrás

O governo se comprometeu a assumir o prejuízo da operação das distribuidoras da Eletrobrás a partir de julho caso ela...

Salário mínimo de R$ 998 para 2019 é aprovado pelo Congresso

O salário mínimo passará a ser de R$ 998 a partir do dia 1º de janeiro de 2019. O valor está presente na proposta da ...

Tarifa do transporte intermunicipal aumenta a partir de domingo

A partir da zero hora do dia 08 de julho (domingo), o valor das tarifas do transporte intermunicipal de passageiros n...

Polícia Militar de SC vai multar por e-mail e SMS

A partir desta segunda-feira (18), os policiais militares de Santa Catarina que aplicarem multas de trânsito não vão ...