Saretta repudia cortes do orçamento da saúde

O deputado estadual Neodi Saretta repudiou, hoje (05), em pronunciamento na Tribuna da Assembleia Legislativa, o anúncio do governo federal de cortes do orçamento da saúde que chegam a R$ 179 milhões. “A maior fatia do contingenciamento é nas ações de fortalecimento do SUS, justamente a área que mais precisa para atender bem a população”, reclamou.

Entre as ações e programas alvos da redução de recursos, disse Saretta, estão o apoio à manutenção de unidades de saúde, a melhoria da formação de profissionais e médicos e verbas destinadas a atividades ligadas ao apoio e manutenção de programas consolidados, como o Mais Médicos e a Rede Cegonha.

Saretta é presidente da Comissão de Saúde da Alesc e, diante de tantos esforços realizados para alocar mais recursos, buscando melhor atendimento, vendo diariamente o drama das famílias com o fechamento de leitos hospitalares, a falta de medicamentos, a demora para as cirurgias eletivas, as filas de espera, disse que não vai admitir que os cortes recaiam justamente sobre a área mais sensível, da saúde pública. “Não vamos aceitar passivamente esta redução de recursos para cobrir os rombos, desvios e falcatruas deste governo”, salientou.

Susana Rigo
Assessoria de Imprensa do deputado Neodi Saretta
A.M

Outras Notícias

Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação

Após investida dos Estados Unidos para mudar uma resolução da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre defesa e promo...

Comissão da Câmara aprova projeto que flexibiliza uso de agrotóxico

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa o Projeto de Lei 6299/02, que trata do registro, fiscalização...

Agentes de saúde de Piratuba participam de capacitação no Hemosc de Joaçaba

Piratuba – Na última semana, a enfermeira Rita de Cássia de Oliveira e 15 agentes comunitárias de saúde de Piratuba p...

Mortes por gripe chegam a 446 em 2018; número dobrou em um ano

O número de mortes relacionadas à gripe dobrou no país em relação aos seis primeiros meses do ano passado. De janeiro...