Nomes dos candidatos não foram divulgados, mas casos envolvem, principalmente, problemas em doações de campanha

TSE investiga contas de 163 políticos de SC com possíveis irregularidades

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está investigando as contas de, pelo menos, 163 políticos políticos catarinenses. A suspeita é de que haja irregularidades nos dados contábeis das campanhas deles. A maioria dos casos envolve problemas com doações registradas.
Em todo o Brasil, foram registrados problemas semelhantes em aproximadamente 25 mil candidaturas. Técnicos do Núcleo de Inteligência do TSE estão apurando os dados, que serão encaminhados para possível julgamento. Esse grupo é composto por membros do TSE, Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério Público Federal (MPF), Conselho de Atividades Financeiras (COAF), Receita Federal e Polícia Federal.

Os nomes dos políticos não foram divulgados, porque os casos ainda estão sendo investigados. Portanto, não é possível saber se algum dos investigados, seja em Santa Catarina ou no restante do país, foi eleito ou não. O Tribunal Regional Eleitoral informou que não vai se manifestar a respeito.

Até o momento, foram identificados indícios de fraudes como doações de empresas para campanhas e de pessoas mortas que foram listadas como doadores, por exemplo.

Cada caso será julgado individualmente pela Justiça Eleitoral. As irregularidades que forem efetivamente constatadas podem gerar diversas sanções para os políticos. Entre elas, estão o pagamento de multas e até mesmo a cassação de mandatos para quem tenha sido eleito.

Fonte: Diário Catarinense
A.M

Outras Notícias

Por seis votos a dois, vereadores aprovam parecer pelo arquivamento do processo de cassação do prefeito Nilvo Dorini

Com o plenário praticamente lotado, a Câmara de Vereadores de Capinzal realizou na noite de terça-feira (09) a primei...

1476 eleitores possuem filiação partidária em Piratuba

O Filiaweb que é o website ligado ao Tribunal Superior Eleitoral traz dados interessantes sobre o número de eleitores...

Termina em 6 de maio o prazo para regularização de eleitores faltosos

Os eleitores que faltaram nas três últimas eleições e não justificaram sua ausência, têm até o dia 6 de maio para reg...

Maia diz que governo não começou e que Bolsonaro está "brincando de presidir"

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) voltara...