Carlos Moisés faz o juramento instantes antes da posse como governador de Santa Catarina(Foto: Diorgenes Pandini)

Carlos Moisés é empossado governador de SC e aponta início da gestão

Florianópolis - As primeiras palavras de Carlos Moisés da Silva (PSL) como governador do Estado foram de compromisso com a transparência e de prioridade nos investimentos em infraestrutura. Moisés e a vice Daniela Reinehr fizeram o juramento e assinaram o livro de posse na Assembleia Legislativa de Santa Catarina na tarde desta terça-feira, 1° de janeiro.

Em seu discurso inaugural, o novo governador destacou que o objetivo da gestão será implantar na máquina pública a mesma eficiência da iniciativa privada catarinense. Entre as medidas apontadas para a mudança no governo, Moisés citou a informação de processos, uso de aplicativos e desenvolvimento de políticas públicas básicas ligadas às áreas essenciais do Estado, como saúde, educação e segurança pública.

Além da transparência, combate à corrupção, diminuição da máquina pública, investimentos em infraestrutura serão a marca do governo que inicia hoje. A educação, a saúde e a segurança dependem do crescimento da economia para permitir que o governo tenha capacidade de atuar nessas esferas. Nossa prioridade será melhorar e evoluir a infraestrutura do nosso Estado, que vai gerar mais renda e riqueza para as pessoas e, consequentemente, mais receita para o governo do Estado investir em educação, saúde e segurança — afirmou.

Há uma previdência a ser equacionada, há uma folha de pagamento para ser ajustada, e uma receita que precisa voltar a crescer sem significar novos tributos. É preciso não apenas gastar menos, mas também gastar melhor aquilo que se arrecada — reforçou.

Ao apontar que a gestão Moisés-Daniela começa com uma grande reforma, o governador recém-empossado também garantiu que o conhecimento técnico terá prioridade na administração.

A partir de agora, à frente de cada área estão os técnicos especialistas, que há muito tempo dedicam o seu tempo e trabalho para fazer mais, para inovar, para melhorar aquilo que já é bom. Mas quem tinha suas vozes muitas vezes sufocadas, agora estão sendo ouvidos pelos nossos técnicos.

O discurso do governador durou aproximadamente dez minutos. O ex-governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira (PMDB), também teve a palavra e afirmou que entrega um governo com uma dívida menor e melhores condições de administração.

Por Roelton Maciel(NSC)

Outras Notícias

PSD catarinense em clima pesado após período eleitoral e derrota nas urnas em SC

O clima interno no PSD catarinense é “pesado” e a situação entre o ex-deputado Gelson Merísio e o ex-governador Raimu...

Vereadores de Urubici flagrados com carro oficial cheio de cerveja podem perder o cargo

Na Câmara de Vereadores de Urubici, uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) foi aberta para investigar possíveis irr...

Tribunal permite retorno de postagem de deputada contra proselitismo em sala de aula

A desembargadora Maria do Rocio Luz Santa Ritta concedeu efeito suspensivo em agravo de instrumento para permitir que...

Governador de SC diz que dívida ativa é de R$ 700 milhões e anuncia medidas para reduzir despesas

O governador Carlos Moisés (PSL) divulgou na tarde desta quarta-feira (2) as principais ações previstas para os prime...