Saúde Ipirense trabalhará em horário diferenciado para imunização contra febre amarela

Sabendo que, conforme estudos, a febre amarela silvestre é uma doença infecciosa febril aguda causada pelo vírus da febre amarela, transmitida por mosquitos do gênero Haemagogos a pessoas não vacinadas que adentram áreas rurais, matas, rios, parques, reservas ou localidades que já tem casos confirmados da doença.

Procurando imunizar o maior número de pessoas possível, a Secretaria de Saúde de Ipira estará atendendo no dia 17.04 até as 22h para vacinação e atualização da carteirinha de vacinação compreendendo a população de 9 meses a menor de 60 anos incompletos. No ato é necessário apresentação da carteira de vacinação e o cartão do SUS.

Os sintomas iniciais são febre alta de início súbito, associada a dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômitos, dor no corpo, dor abdominal, ou seja, se confundem com outras doenças como leptospirose, gripe ou dengue. A febre amarela pode ter evolução rápida, em cerca de 10% dos casos, para formas graves com icterícia (amarelão da pele), dor abdominal intensa, sangramentos em sistema digestivo (vômitos ou fezes com sangue), pele ou urina e falência renal. Por isso a importância de identificar a doença precocemente para realizar os cuidados médicos necessários.

Cidiane Pedrussi

Outras Notícias

Câmara de Vereadores rejeita projeto para instalação de bloqueadores de ar

Após rejeição por parte da comissão de constituição, justiça, redação de leis e veto, o legislativo Piratubense rejei...

Vereadora Cláudia sugere aumento da licença paternidade para funcionários públicos de Piratuba

A vereadora Cláudia Jung (MDB) protocolou nos últimos dias, indicação que modifica o estatuto dos servidores públicos...

Piratuba oficializa programação da 30ª Festa do Agricultor

Feira de máquinas e equipamentos agrícolas e mostra de terneiras, são algumas das atrações programadas para a edição ...

Município de Ipira promove IV Encontro de Falantes do Hunsrückisch

Ipira promoveu no último sábado (22), o IV Encontro de Falantes de Hunsrückisch. Numa parceria do IPOL – Instituto de...