Ministro Abraham Weintraub. Imagem: BBC

Trinta e um professores de Capinzal aderiram mobilização contra bloqueios na educação

Trinta e um professores de duas escolas da rede estadual de ensino de Capinzal aderiram a paralisação nacional nesta quarta-feira, dia 15. São 13 profissionais da Escola de Educação Básica Mater Dolorum e 18 da Escola de Educação Básica São Cristóvão. Alguns estarão participando de uma manifestação na cidade de Lages.

A mobilização integra a Greve Nacional da Educação e tem por bandeira “Contra o desmonte da aposentadoria, Contra os cortes nos investimentos na educação básica e superior”. O anunciou foi feito na semana passada pelo ministro da Educação Abraham Weintraub.

O jornalismo da Rádio Capinzal foi informado pela direção das duas escolas que apesar da adesão de alguns profissionais, as aulas estão mantidas, ou seja, não afetará o cronograma do ano letivo.

Conforme o portal G1, em março, foi publicado um decreto de programação orçamentária que estabelecia o contingenciamento de R$ 5,8 bilhões previstos para a educação. Em abril, o Ministério da Educação divulgou que todas as universidades e institutos federais teriam bloqueio de 30% na verba.

Rádio Capinzal

Outras Notícias

Sine tem quase 1,7 mil vagas de emprego disponíveis em SC

O Sistema Nacional de Emprego de Santa Catarina está com 1.683 mil vagas de emprego disponíveis no estado. A região O...

Reunião da Secretaria de Turismo define calendário oficial de eventos em Piratuba

Uma reunião realizada na tarde desta terça-feira (20), nas dependências do Centro de Informações Turísticas – (CIT), ...

Bateria do Hotel Rouxinol leva a corrida de garçons 2019

Para comemorar a passagem de mais um dia do garçom, foi realizado a décima edição da corrida dos garçons. A competiçã...

Com redução de até 9,77%, tarifa da Celesc passa a ser a segunda menor da país

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta terça-feira, 20, o valor do reajuste a ser aplicado nas...