De autoria de diretório paulista, pedido de expulsão será analisado após instalação do conselho de ética

Tucanos de SP pressionam por saída de Aécio do PSDB e aliados de MG ameaçam retaliação

SÃO PAULO — O pedido de expulsão do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG), feito por tucanos de São Paulo à Executiva Nacional do PSDB , terá de esperar a instalação do conselho de ética da sigla para ser analisado. Não há previsão para o colegiado entrar em funcionamento. Enquanto isso, aliados de Aécio em Minas Gerais ameaçaram nesta terça-feira revidar com denúncias contra tucanos paulistas.

Os integrantes do conselho de ética foram eleitos em maio passado na convenção nacional do PSDB, mas, por questões burocráticas, o colegiado não foi instalado até agora. O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, procurou anteontem o ex-vice-governador do Espírito Santo Cesar Colnago para acertar a posse dele na presidência do conselho.
O código de ética vale para todos os filiados e tudo será analisado à luz do estatuto.
O pedido de expulsão contra Aécio foi iniciativa do diretório do PSDB na capital paulista, que, por unanimidade, aprovou a representação na quinta-feira passada. Os dirigentes paulistanos defenderam a expulsão como medida para "estancar a sangria" do partido.

Na semana passada, a situação jurídica de Aécio voltou a ser assunto nos jornais com a Justiça Federal de São Paulo ratificando o recebimento da denúncia no caso em que ele é réu por corrupção passiva e tentativa de obstrução judicial da Operação Lava-Jato. A acusação foi feita após Aécio ser flagrado numa gravação telefônica pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, do Grupo J&F.
Aécio não demonstra disposição em se licenciar. A preocupação mais imediata entre tucanos paulistas é com o potencial de estrago do efeito Aécio na próxima eleição municipal. Procurado, Aécio não quis comentar a representação de que é alvo. Em nota, informou que “não existe nova denúncia contra ele” e que o Supremo Tribunal Federal “apenas transferiu denúncia para a Justiça Federal de São Paulo”. Aécio reafirmou ser inocente.

Fonte: Silvia Amorim - O Globo
Por. L. A.

Outras Notícias

Em vídeo, papa Francisco cobra isenção de juízes; oposição vê 'indireta' a Moro

O papa Francisco usou seu perfil oficial do Twitter, nesta quinta-feira (4), para postar um vídeo ressaltando a impor...

Improbidade tira Lucas Esmeraldino da presidência do PSL

Uma reportagem sobre as ações por improbidade administrativa contra o pai, Vânio José Esmeraldino; a mãe, Maria Ligia...

Vice-prefeito de São Bento do Sul é preso suspeito de exigir parte do salário de comissionados, diz Polícia Civil

O vice-prefeito de São Bento do Sul, Marcio Dreveck, foi preso preventivamente no final da tarde desta segunda-feira ...

Ex-prefeita em SC é condenada por usar carro oficial para ir à missa, ao açougue e ao mercado

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) manteve a condenação de Maria Eli Rodrigues de Lima, a Mari, ex-prefei...