TJ majora condenação de homem que insultou delegada de polícia pelas redes sociais

A 3ª Câmara Civil do TJ decidiu majorar indenização por danos morais concedida em favor de uma delegada de polícia da capital que, após efetuar a prisão de uma mulher por desacato, passou a ser alvo de publicações caluniosas em rede social e de comentários inverídicos manifestados em órgãos de imprensa de alcance estadual. Os impropérios tiveram por autor o filho da mulher anteriormente presa. O TJ passou o valor da indenização de R$ 1,5 mil para R$ 5 mil.

O desembargador Saul Steil, relator da matéria, reconheceu a conduta reprovável do réu ao atribuir à demandante fatos criminosos não comprovados, bem como o caráter ofensivo de suas postagens nas redes sociais. Para o magistrado, aliam-se aos fatos o depoimento do agressor, que admitiu a intenção de ofender a autora. "Nesse particular, a reprovabilidade do ato ilícito praticado possui imediata repercussão sobre o montante a ser fixado, na medida em que consta intrinsecamente relacionado ao caráter pedagógico-punitivo da reparação do abalo anímico", ponderou. A decisão foi unânime

TJSC
A.M

Outras Notícias

Embriagado, motorista perde o controle da direção

Um um homem foi preso em flagrante por dirigir embriagado após perder o controle do veículo, sair da pista, destruir ...

Veículo desgovernado bate em poste e capota em Piratuba

Piratuba - Um VW Gol Rolling Stones, com placas de Caxias do Sul - RS, desgovernado colidiu contra um poste e veio a ...

Bombeiro salva vida de neném com obstrução das vias aéreas após ter se engasgado com uma bala

Na manhã deste sábado chegou um veículo com uma família em desespero até o Cobom de Tubarão, solicitando socorro a um...

PRF apreende na BR-153 cédula com indícios de falsificação; casal foi levado à delegacia

Concórdia – A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Concórdia apreendeu na tarde deste domingo (16) uma cédula de 100 r...