Kieza comemora o gol (Foto: André Durão)

Série A: Jogos de sábado

Atlético Mineiro 3 x 3 Chapecoense

Galo e Chape fizeram daqueles jogos que valem o ingresso. Teve de tudo na Arena Independência. Muitos gols, expulsão, furadas, lances bonitos, bola na trave e polêmica da arbitragem. No fim, empate em 3 a 3 que satisfez mais a Chape. O time Condá atuou por todo o segundo tempo com um jogador a menos com a expulsão de Leandro Pereira.

A Chape ficou com um homem a menos desde a primeira etapa com a expulsão de Leandro Pereira. Já na etapa final, o time Condá ficou na bronca da arbitragem depois que o árbitro não expulsou Fábio Santos, após o lateral cometer pênalti em Arthur e não ser expulso - era o último homem e com o atacante da Chape com chance clara de marcar o gol. Nos acréscimos, foi a vez do Galo reclamar com o árbitro, após o zagueiro Douglas colocar a mão na bola em chute de Cazares.

Com o empate, o Atlético-MG foi aos 14 pontos. A Chape subiu para 10. As equipes aguardam o fim da rodada para conhecer a posição. Na próxima rodada, o Galo enfrenta o América-MG, na Arena Independência, quinta-feira. A Chape joga na quarta, contra o Vitória, em Salvador.

Inter 0 x 0 Sport

Em um confronto de equipes com números similares no Brasileirão, o resultado não poderia ser diferente. Inter e Sport lutaram, mas ficaram no 0 a 0 na tarde deste sábado no Beira-Rio. Os gaúchos tentaram furar o bloqueio pernambucano, sofreram para invadir a área. Tanto que a melhor chance saiu em um chute de fora da área, com Nico López, que explodiu no travessão. Pelos visitantes, o melhor lance foi um desvio de Fellipe Bastos, que passou perto do poste. No fim da partida, houve um misto de aplausos e vaias entre os torcedores

O Sport não se intimidou com o Beira-Rio. O time de Claudinei Oliveira entrou com uma marcação no campo de ataque para dificultar a saída de bola do Inter. Até conseguiu, mas pouco incomodou Danilo Fernandes. O Colorado, por outro lado, apesar de não empolgar, teve, pelo menos, três chances. William Pottker e Patrick pararam em Magrão, enquanto Leandro Damião completou o cruzamento de Lucca, mas mandou para fora.

Vasco 1 x 2 Botafogo

Depois de três partidas sem vencer, o Botafogo se recuperou ao bater o Vasco neste sábado por 2 a 1, em São Januário, jogo válido pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Kieza e Igor Rabello marcaram os gols dos visitantes, enquanto Andrey descontou em belíssimo chute. O resultado leva o Bota para os 12 pontos, enquanto o time da Colina fica com 11, ainda com um jogo a menos. Após a partida, o técnico Zé Ricardo pediu demissão.

O Botafogo não deu chances para o Vasco e abriu o placar logo aos três minutos. O ex-vascaíno Jean estreava como titular no rival e mostrou que estava ligado quando foi ao fundo e cruzou na medida para Kieza completar para o gol. O time da casa tinha mais posse de bola, mas não sabia o que fazer com ela. E da arquibancada já surgiam muitas vaias, principalmente com foco no lateral-esquerdo Fabrício. Fechadinho, o Bota era muito perigoso nas bolas paradas, e desta maneira chegou ao segundo gol, em cabeçada de Igor Rabello. Pelo lado do Vasco, só Pikachu ameaçava.


Zé Ricardo decidiu trocar Fabrício por Ramon na volta ao segundo tempo. As vaias diminuíram, e a torcida enfim teve um motivo a comemorar quando o garoto Andrey arriscou de muito longe e acertou a gaveta para fazer um golaço e diminuir a contagem. O Vasco foi para cima e passou a criar muito mais, mas também esteve mais aberto nos contra-ataques. Ríos teve chance de empatar, mas não o fez, assim como Kieza poderia ter feito o terceiro, mas parou em grande defesa de Fernando Miguel. Os ânimos esquentaram, Raphael Claus passou a mostrar muitos cartões, o Bota cansou, mas o Vasco não aproveitou.

Palmeiras 3 x 1 São Paulo

Um clássico tenso, polêmico, mas com fim idêntico ao de jogos recentes. Dentro de sua arena, o Palmeiras bateu o São Paulo mais uma vez, agora por 3 a 1, neste sábado, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, reagiu na competição em seu momento mais delicado. A equipe alviverde diminui a pressão sobre o técnico Roger Machado e sobe na tabela. O Tricolor, por sua vez, perdeu a invencibilidade na competição e a chance de terminar o sábado na liderança. Edu Dracena, contra, abriu o placar no primeiro tempo, enquanto Willian, duas vezes, e Dudu viraram na etapa final.

O Palmeiras reclamou muito de uma bola na mão de Bruno Alves dentro da área, aos 28 minutos, após cruzamento rasteiro de Keno. O árbitro Rodolpho Toski Marques mandou o jogo seguir, e, no lance seguinte, Marcos Guilherme abriu o placar para o São Paulo. Além disso, os alviverdes se irritaram com inversões de faltas e cartões amarelos em sequência para Felipe Melo e Dudu.

Fonte: Globo Esporte

Outras Notícias

Inter empata com o Santos e se afasta da liderança do Brasileirão

O Inter mostrou eficiência ofensiva, mas falhou na defesa e acabou castigado com um empate contra o Santos, nesta seg...

Em jogo com ginásio lotado, Joaçaba Futsal luta, mas não passa pelo Sorocaba e está fora da LNF 2018

Mais de quatro mil pessoas lotaram o Centro de Eventos da Unoesc na noite deste sábado (20) para o jogo de volta das ...

Chapecoense perde para o Cruzeiro e se complica ainda mais no campeonato

A Chapecoense entrou em campo na noite deste domingo (21), no Independência, para disputar contra o Cruzeiro partida ...

Palmeiras vence o Ceará e mantém liderança do Brasileirão com folga

O Palmeiras derrotou o Ceará por 2 a 1 neste domingo, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela 30ª rodada do Campeo...