FOTO INTERNET

Ex-comandante em Seara condenado por improbidade

O ex-comandante do Corpo de Bombeiros de Seara, Gilvan Luís da Silva, foi condenado por improbidade administrativa pela Justiça de Seara. Gilvan foi denunciado por ter supostamente se apropriado indevidamente de valores da instituição. O fato teria agravado a situação financeira dos bombeiros voluntários. A Justiça determinou a perda dos direitos políticos por cinco anos, aplicação de multa de 15 vezes o valor do salário que ele recebia à época que atuava na corporação e proibição de contratar ou receber benefício do poder público por três anos. Não haverá devolução dos valores supostamente desviados, já que, conforme a sentença da Justiça, não há como precisar o montante.

A Stal Equipamentos, que teria participado de fraudes que contribuíram para o desvio de recursos, não poderá contratar com o poder público por três anos. O ex-presidente Orides Barrionuevo e o ex-tesoureiro Evandro Pereira, acusados de conivência, foram absolvidos, assim como a empresa Walmy Confecções.

No processo Gilvan da Silva negou as acusações. A defesa pode recorrer da sentença.

FOLHA SETE
A.M

Outras Notícias

Papai Noel do Brasil morre vítima de infarto em Xanxerê

Elio Lazzarotto, de 64 anos, mais conhecido como o Papai Noel do Brasil, morreu na noite desta terça-feira (27), em d...

PRIMEIRA TURMA DE PROTETORES AMBIENTAIS É FORMADA EM ALTO BELA VISTA

Na última sexta-feira (09) foi formada a primeira turma de Protetores Ambientais do município de Alto Bela Vista. A ...

Inicia a obra de reforma de ponte rodoferroviária em Marcelino Ramos

Marcelino Ramos-RS - Conforme programado, as obras de reforma na ponte rodoferroviária de Marcelino Ramos tiveram iní...

Mais de 33,6 mil eleitores estão aptos a votar na 37ª Zona Eleitoral; Juiz Eleitoral informa os locais de votação que tiveram mudança

No domingo (07) mais de 33 mil eleitores dos municípios de Capinzal, Ouro, Zortéa Piratuba e Ipira irão às urnas para...