FOTO INTERNET

Ex-comandante em Seara condenado por improbidade

O ex-comandante do Corpo de Bombeiros de Seara, Gilvan Luís da Silva, foi condenado por improbidade administrativa pela Justiça de Seara. Gilvan foi denunciado por ter supostamente se apropriado indevidamente de valores da instituição. O fato teria agravado a situação financeira dos bombeiros voluntários. A Justiça determinou a perda dos direitos políticos por cinco anos, aplicação de multa de 15 vezes o valor do salário que ele recebia à época que atuava na corporação e proibição de contratar ou receber benefício do poder público por três anos. Não haverá devolução dos valores supostamente desviados, já que, conforme a sentença da Justiça, não há como precisar o montante.

A Stal Equipamentos, que teria participado de fraudes que contribuíram para o desvio de recursos, não poderá contratar com o poder público por três anos. O ex-presidente Orides Barrionuevo e o ex-tesoureiro Evandro Pereira, acusados de conivência, foram absolvidos, assim como a empresa Walmy Confecções.

No processo Gilvan da Silva negou as acusações. A defesa pode recorrer da sentença.

FOLHA SETE
A.M

Outras Notícias

PIRÂMIDE: Investidores da TELEXFREE na região ainda aguardam ressarcimento após bloqueio de dinheiro

Investidores da TELEXFREE espalhados em todo o Brasil, inclusive na região do Alto Uruguai Catarinense, ainda aguarda...

Polícia investiga prejuízos de pessoas da região com as criptomoedas

A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal cumpriram, na manhã de terça-feira, dia 21, 10 mandados de prisão prevent...

Preço do suíno terá reajuste de R$ 0,10

A Aurora divulgou nesta terça-feira, 21 de maio, que a partir de amanhã irá reajustar em R$ 0,10 o preço do quilo do ...

Cratera se abre na calçada no trevo para Piratuba e interdita parte da pista

Uma cratera se abriu na calçada, no trevo que dá acesso a Piratuba na tarde desta terça-feira (21). A estrutura se d...