Transações da Taurus saltam com escalada de Bolsonaro

As transações de ações da fabricante de armas Forjas Taurus cresceram mais de 50 vezes nos últimos dois meses, na esteira do crescimento da candidatura de extrema direita representada pelo ex-capitão do exercito Jair Bosonaro. No mesmo período, o valor dos papéis preferenciais mais que dobrou. O valor de mercado da empresa saltou de R$ 139,3 milhões para R$ 332 milhões. Detalhe: tudo isso apesar de a companhia acumular prejuízos e dívida em alta.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo contextualiza: "as ações da Forjas Taurus têm ganhado atenção no mercado em meio ao cenário eleitoral. Desde o início da campanha em rádio e TV – dia que marca a entrada do debate político nas atenções do público – o volume negociado das ações preferenciais da empresa de armamentos aumentou de R$ 255 mil ao dia para mais de R$ 14 milhões. O preço do papel, que no primeiro dia de campanha era de R$ 2,34, chegou hoje aos R$ 4,98".

E acrescenta: "no mercado, há quem ligue o movimento do papel à posição favorável de Jair Bolsonaro (PSL), candidato líder nas pesquisas de intenção de voto, ao armamento da população. Mesmo porque, o desempenho da ação da Forjas Taurus não encontra respaldo nos dados financeiros da companhia. No primeiro semestre de 2018, a empresa acumula prejuízo de R$ 92,6 milhões, perda mais de três vezes superior à verificada no mesmo período do ano passado".

A matéria ainda destaca que "embora a receita com a venda de armas venha crescendo, a companhia está sendo impactada pelo aumento de despesas financeiras, que cresceram 98% no segundo trimestre deste ano ante igual período do ano anterior, chegando a R$ 118,6 milhões. A companhia afirmou em seus resultados que a alta das despesas ocorre em função da valorização do dólar ante o real".

Fonte: ESTADÃO
A.M

Outras Notícias

Deputados de SC aprovam projeto que permite aumento do próprio salário em 2019

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou projeto de lei que permite que o salário dos deputados est...

8,5% dos catarinenses vivem abaixo da linha da pobreza, aponta IBGE

Aumentou a pobreza no Brasil entre 2016 e 2017. É o que aponta a Síntese de Indicadores Sociais (SIS), divulgada nes...

Câmara aprova projeto que afrouxa responsabilidade fiscal para municípios

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, projeto de lei que afrouxa a Lei de Responsabilidade Fiscal para m...

BRF confirma volta de 1,1 mil funcionários a produção em SC

A empresa de alimentos BRF e a Prefeitura de Chapecó, no Oeste catarinense, confirmaram nesta quinta-feira (29) que 1...