Professores estaduais de SC que aderiram aos protestos pela Educação terão desconto em folha

A Secretaria de Estado da Educação vai descontar como falta, na folha de pagamento, a participação de professores da rede estadual nos protestos da última quarta-feira, contra o bloqueio de verbas no Ministério da Educação. Mais de 2,5 mil professores estaduais integraram a manifestação – 7% do total de docentes do Estado.

A Secretaria informou que foi avisada com antecedência pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinte) sobre o ato. Na segunda-feira, 13 de maio, dois dias antes do protesto, enviou um ofício com orientação às Gerências Regionais de Educação para que fosse registrada falta de quem aderisse ao ato.

Em nota, informou que 80% das aulas foram mantidas na rede estadual.
Para sindicato, medida é ilegal

A postura da Secretaria tem sido a mesma desde 2012, em relação à participação de servidores da Educação em protestos. Para o Sinte, o Estado desrespeita a lei e usa as faltas irregularmente, como forma de punição.
O sindicato enviou uma carta de repúdio à Secretaria, e aguarda resposta. Deve recorrer à Justiça, para garantir aos professores a reposição do pagamento no dia de protesto.

Fonte: NSC / Dagmara Spautz
A.M

Outras Notícias

Prouni abre inscrições para bolsas remanescentes em universidades privadas

As inscrições para bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (Prouni) começam nesta segunda-feira (5) ...

Inscrições para o Enem 2019 começam nesta segunda-feira

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 começam nesta segunda-feira (6), às 10h (no horário d...

Educação e Corpo de Bombeiros Militar juntos em projetos educacionais

O secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, juntamente com sua equipe, recebeu na manhã desta sexta-feira, ...

Pais usam carrinho de mão para levar os filhos para escola

Para enfrentar os dias de chuvas com as ruas cheias de lama, os pais resolveram usar um meio de transporte muito dife...