Cenas de violência mancharam o Gre-Nal — Foto: Reprodução

Inter identifica e anuncia suspensão de sócia envolvida em agressões no Gre-Nal

O Inter identificou a torcedora colorada envolvida no caso de intimidação e agressão a uma torcedora do Grêmio acompanhada do filho durante o Gre-Nal do último sábado, no Beira-Rio. A mulher foi suspensa temporariamente do quadro social do clube.

O anúncio foi feito em uma nota oficial divulgada nesta segunda-feira. Outros dois homens que aparecem nas imagens foram identificados – um deles é conselheiro e outro é sócio do clube. Segundo o texto, eles devem responder a um processo disciplinar do Conselho Deliberativo.

Leia a íntegra da nota do Inter:

"Após os fatos ocorridos ao final do clássico Gre-Nal do último sábado (20), o Sport Club Internacional analisou as imagens e determinou a suspensão temporária da sócia envolvida no ato.

Além da torcedora, os outros dois envolvidos também foram denunciados à Ouvidoria do Clube para abertura de processo disciplinar, que será analisado e processado pela Comissão de Ética e Disciplina do Conselho Deliberativo.

Informamos também que as imagens e as identificações serão entregues à Promotoria Especial do Torcedor do Ministério Público.

Ressaltamos, mais uma vez, que o Clube do Povo não compactua com nenhum tipo de violência ou discriminação".

Entenda o caso

As cenas de violência no Beira-Rio foram registradas logo após o jogo, que terminou empatado em 1 a 1, e flagradas pela equipe da RBS TV. A confusão começou quando a torcedora retirou uma camisa do Grêmio e comemorou em setor destinado à torcida do Inter.

Alguns colorados tentaram arrancar a camisa de suas mãos – ela foi hostilizada e chegou a ser empurrada pela mulher. Funcionários do Inter chegaram e escoltaram a mulher e a criança até a saída do estádio. O garoto, aos prantos, tentava reaver a camisa, que foi recolhida por um funcionário do clube e devolvida posteriormente à família.

Conforme apurado pelo GloboEsporte.com, a família assistiu ao Gre-Nal na torcida do Inter por não ter conseguido ingressos para o setor de torcida mista, espaço compartilhado pelas duas torcidas. Gremistas, mãe e o garoto se separaram do pai e de outro filho colorado e foram para a área localizada abaixo da torcida do Grêmio, que estava no andar superior.

O caso também será investigado pela Promotoria do Torcedor, do Ministério Público, e pela Polícia Civil. Conforme o delegado Miguel Mendes Ribeiro, os envolvidos serão intimados para depor a partir desta segunda-feira. Eles podem ser afastado dos estádios de futebol em caso de punição.

O Grêmio presta apoio a família vítima das agressões – o presidente Romildo Bolzan ligou para a torcedora gremista ainda no domingo para manifestar solidariedade. O clube estuda alguma ação e pode promover um encontro com os jogadores de clube.

Jogadores dos dois clubes também se manifestaram sobre o episódio nas redes sociais. Everton Cebolinha e Jean Pyerre, do Grêmio, e Nico López e Edenilson, do Inter, foram alguns deles.

Globoesporte

Outras Notícias

Camiseta do Galo homenageará municípios da Amauc

O Concórdia Atlético Clube faz o lançamento do novo uniforme do Galo do Oeste no dia 15. As camisas têm uma nova prop...

Casal de Piratuba conquista pódio em competição na cidade de Erechim

Os piratubenses Ademir João Carminatti e Terezinha Luisa Carminatti repetiram o bom desempenho e conquistaram o pódio...

YouTube transmitirá 12 jogos da Copa do Nordeste 2020

Pouco a pouco, a internet vai começando a disputar o espaço da TV nas transmissões esportivas. Já aconteceu com a Cop...

Esporte finaliza Campeonato Municipal de Bolão de Casais em Piratuba

Encerrou na noite desta terça-feira (10), o Campeonato Municipal de Bolão de Casais, realizado no Esportes Gov. Pedro...