Covid-19: SC ultrapassa 20 mil casos e Dr. Vicente cobra atitude de autoridades

O deputado estadual Dr. Vicente (PSDB), que é médico neurologista, passou a quarta-feira, 18, cobrando atitude das autoridades frente ao novo  recorde de casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus: 20 mil casos ativos doença em Santa Catarina. Também  criticou o que ele considerou um “inexplicável relaxamento” das autoridades diante da pandemia. O deputado cobrou providências diante da informação sobre a possível desativação de 150 leitos  de UTIs destinados a pacientes com Covid-19. “É preciso tomar as rédeas da situação para não haver um caos sanitário., com hospitais saturados. Estamos vivendo um ocaso de comando”, afirmou.

Durante a manhã, na reunião da Comissão de Saúde, o deputado solicitou que a comissão solicite  explicações ao Secretário de Estado da Saúde sobre a suposta desabilitação de 150 leitos de UTI na rede hospitalar filantrópica. Dirigentes desses hospitais alegam que convênios com o Ministério da Saúde não foram efetivados, haveria ainda problemas no recebimento de recursos pelo governo do Estado. “Queremos uma posição do governo diante dessa situação. É preciso tirar essa questão a limpo.  Se for verdadeira, é  uma situação muito grave  diante  da retomada do aumento da curva de contágio em todas as regiões, com muitos hospitais com UTIs já no limite ou lotadas”.

“Perderam o medo”

Dr. Vicente voltou a tratar do tema à tarde, durante a sessão legislativa. Conforme o deputado,  mais de 20 mil pessoas estão infectadas pelo novo coronavírus neste momento em Santa Catarina, número  muito acima do recorde registrado no dia primeiro de agosto,  quando o estado computava 13,2 mil casos ativos.  

Na avaliação do deputado,  o longo período e a estabilidade no número de casos registrados no mês de setembro/outubro resultou em diminuição da percepção de risco e fadiga no cumprimento das medidas sanitárias. Ele deu como exemplo um evento realizado em Jaraguá do Sul  que reuniu 500 pessoas no último sábado, no qual a polícia foi acionada para que fosse encerrado. “Percebemos que esse tipo de episódio se multiplica pelo estado. Uma coisa foi perdida nesse período: o medo das pessoas da doença, que é gravíssima. É preciso que as pessoas sejam novamente lembradas sobre as medidas de prevenção e que saibam das dificuldades vivenciadas pelos profissionais de saúde, que os  leitos de UTIs voltaram a ficar lotados.  Precisamos voltar a ter total cuidado perante a doença, até que se tenha a vacina, que não tem data para chegar”, destacou. 

O parlamentar cobrou mais vigor das autoridades sanitárias e  governamentais  na fiscalização das normas estabelecidas, destacando  que já solicitou à governadora mais investimento em comunicação para alertar e orientar a população.

Assessoria de Comunicaão

Deputado Estadual Dr. Vicente Caropreso

Outras Notícias

Hospital Piratuba e Ipira supera a marca de 6.000 atendimentos em 2020

O presidente da Sociedade Beneficente Piratuba e Ipira, Herto Horn, e o diretor da entidade, Thiago Bresolin, estiver...

Dezembro é o mês de conscientização e prevenção ao HIV/Aids

Dezembro traz um importante alerta de prevenção à infecção pelo HIV, quando é celebrado o mês de conscientização, sen...

Brasil deveria adotar rastreamento de contato de infectados para diminuir casos de Covid-19, afirma especialista da Faculdade São Leopoldo Mandic

O Brasil tem passado por um aumento no número de casos de Covid-19 nas últimas semanas. Apenas no estado de São Paulo...

Comissão de Saúde da Alesc irá debater sobre vacinas e logística de imunização em SC

O deputado estadual Neodi Saretta (PT/SC) informou hoje, na sessão plenária da Assembleia Legislativa (Alesc), que a ...