Vestibulanda de Medicina do RS aguarda resultado do SiSU após gabaritar prova de matemática no Enem

Natural de Erechim, Laura Sita, 21, se inscreveu para concorrer a uma vaga na UFCSPA ou na UFSC

A rotina de um estudante que deseja ingressar na Medicina costuma ser bastante repetitiva. Por ser o curso mais concorrido, costuma exigir bastante tempo de estudo e repetições de provas até que se alcance a aprovação. Com a jovem gaúcha de Erechim, Laura Sita, de 21 anos, não tem sido diferente. Ela tenta o ingresso em uma universidade federal desde 2017, quando finalizou o Ensino Médio.

No último Enem, relativo ao ano de 2020 e realizado em 2021 por conta da covid-19, mesmo com todas as adaptações e dificuldades provocadas pela pandemia, Laura conquistou seu melhor desempenho até então e, agora, aguarda pela lista de aprovações de UFCSPA, do Rio Grande do Sul e UFSC, de Santa Catarina, suas duas opções selecionadas no Sistema de Seleção Unificada (SiSu). A estudante conquistou nota máxima na prova de Matemática ao acertar todas as 45 questões, alcançou 940 na redação e obteve média geral de 815, resultados que permitem a ela sonhar com a vaga.

“A hora em que conferi o gabarito de Matemática, não acreditei. Até então, só tinha conseguido acertar todas em simulado, mas é diferente. Minha preparação foi basicamente resolver prova antiga e ir atrás das questões que não acertava para entender os meus erros e identificar as lacunas do aprendizado. Por isso, sabia que iria bem, mas não esperava pela nota máxima”, explica Laura.

O ano de 2020 foi de estudos em casa, por conta da pandemia, com o auxílio das aulas do pré-vestibular Fleming Medicina, especializado em aprovações no curso mais concorrido do país. Para Magali Pagnoncelli, coordenadora da sede de Passo Fundo, sede onde Laura foi aluna, a trajetória da estudante reforça o quanto a persistência e o foco são importantes para os jovens que pretendem entrar no curso.

“Um bom planejamento de estudos, com acompanhamento dos resultados, seja pelos simulados semanais ou simulados mensais faz toda a diferença para se conseguir a aprovação em Medicina. Ver o excelente desempenho da Laura após um ano de preparação delicado, à distância, é um estímulo para professores e alunos”, avalia Magali.

À espera do listão de aprovados, a estudante se diz bem ansiosa e nervosa, mas animada para encerrar o ciclo de preparação justo em um momento no qual a área da saúde está em evidência no mundo todo.

“Muitos profissionais estão desgastados, mas precisamos manter a esperança. Ao mesmo tempo em que é um momento cansativo, é uma profissão de impacto em que os profissionais fazem a sua parte na prática, dedicando-se ao máximo em salvar vidas, o que compensa o esforço”, salienta a jovem.

Inicialmente, antes de iniciar o curso, Laura pensa em atuar na Psiquiatria, mas iniciará sua trajetória com a mente aberta para outras possibilidades.


Rádio Planalto

Outras Notícias

TIM anuncia área voltada para parcerias em Educação

A TIM anuncia a criação de uma área dedicada ao desenvolvimento de parcerias no segmento de Educação, dentro da diret...

Turmas do Passinho Inicial começam a aprender contos e poemas no projeto Histórias

As turmas do do Pré-Escolar II, do Centro de Educação Infantil Passinho Inicial de Piratuba começaram a aprender cont...

Dário Berger quer tirar do papel o Sistema Nacional de Educação

O senador Dário Berger concluiu o relatório final do projeto de lei (PLP 235/20219) que pretende implementar o Sistem...

IFC decide pelo sorteio para ingresso no Ensino Médio Técnico

O Instituto Federal Catarinense (IFC) divulgou qual será o critério de seleção utilizado no processo seletivo dos Cur...