Vacinas da gripe e sarampo têm baixa procura em Santa Catarina

Faltando menos de um mês para o fim das Campanhas de Vacinação contra a gripe e contra o sarampo, a Secretaria de Saúde de Santa Catarina (SES) alerta para a baixa procura pelas vacinas. Até o momento, nem metade da cobertura vacinal desejada para a gripe ou para o sarampo foi alcançada. As metas são de 90% e 95%, respectivamente. As Campanhas terminam no dia 3 de junho.

Com relação à Campanha de Vacinação contra a gripe, a cobertura vacinal está em 35%. Entre as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, apenas 17,6% foram vacinadas; entre os professores, a cobertura está em 11,5%; e entre as gestantes, apenas 10,7%.

No caso do sarampo, a cobertura vacinal está em 22,9%, também bem longe do esperado. A cobertura vacinal nas crianças de 6 meses a menores de 5 anos é de 16% e nos trabalhadores da saúde de 37%.

A gerente de imunização da Dive, Arieli Fialho, reforça, mais uma vez, a importância da vacinação. “Insistimos tanto na vacinação porque essa é a melhor forma que temos de evitar o adoecimento, no caso do sarampo, e evitar complicações e, até mesmo mortes, no caso da gripe. Para as pessoas dos grupos prioritários, as vacinas são oferecidas gratuitamente nos postos de saúde de todo o estado e elas são seguras e eficazes. Então, contamos com a população para alcançar as metas de vacinação”, finaliza a gerente.

As Campanhas
As campanhas de vacinação contra a gripe e contra o sarampo começaram em 4 de abril e vão até o dia 3 de junho. No caso da gripe, podem ser vacinadas todas aquelas pessoas que fazem parte de um dos grupos prioritários:

Idosos com 60 anos ou mais;
Trabalhadores da saúde;
Crianças de 6 meses a menores de 5 anos;
Gestantes e puérperas (mães até 45 dias após o parto);
Indígenas;
Professores;
Pessoas com comorbidades;
Pessoas com deficiência permanente;
Caminhoneiros;
Trabalhadores do transporte coletivo;
Trabalhadores portuários;
Forças de segurança e salvamento e forças Armadas;
Funcionários do sistema prisional;
População privada de liberdade e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.


Na Campanha de Vacinação contra a gripe está sendo utilizada a vacina contra influenza trivalente, que protege contra três subtipos de vírus influenza: A(H1N1), A(H3N2) e B.

Contra o sarampo podem ser vacinados os trabalhadores da saúde e as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, sendo que a vacinação para este público é indiscriminada, ou seja, mesmo que o esquema vacinal esteja completo, a pessoa deve receber uma dose da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola.

Outras Notícias

Personalidades em Destaque recebe Dirceu Jânio de Oliveira - Janito

O programa Personalidades em Destaque deste sábado, 21 de maio, Dirceu Jânio de Oliveira - Janito. O piratubense será...

Estado anuncia Piratuba em situação de epidemia para a dengue

A Dive, diretoria ligada a SES, incluiu a cidade de Piratuba como uma das 59 em estado de epidemia para a dengue. A i...

Gestação coletiva de suínos começa a ser adotada pela agroindústria

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, comemora mais um avanço em suas práticas de bem-estar animal...

PREFEITURA ASSINA ORDEM DE SERVIÇO QUE GARANTE A CONCLUSÃO DA REVITALIZAÇÃO ASFÁLTICA ENTRE PIRATUBA A MAXIMILIANO DE ALMEIRA, VIA BARRAGEM DA UHE MACHADINHO.

A ordem de serviço mais aguardada dos últimos anos, foi emitida em uma reunião no anfiteatro do Centreventos Governad...