UFFS ofertará curso de Educação Especial Inclusiva

A Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS conquistou a aprovação do projeto de um curso de Educação Especial Inclusiva, por meio do Programa Nacional de Fomento à Equidade na Formação de Professores da Educação Básica – PARFOR Equidade, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Com a aprovação, a Universidade ofertará o curso, como segunda licenciatura, para professores em atuação e licenciados que tenham interesse na área, a partir de agosto de 2024.

Conforme o projeto do curso, que teve a elaboração coordenada pelo professor Derlan Trombetta, serão ofertadas 150 vagas, distribuídas em três turmas de 50 estudantes cada, nos campi da UFFS em Chapecó (SC), Erechim (RS) e Laranjeiras do Sul (PR). Ele terá duração de quatro semestres, totalizando 1.200 horas, e será na modalidade presencial, com até 40% da carga horária destinada a atividades a distância. As aulas presenciais ocorrerão em três turnos semanais, nas sextas-feiras nos períodos da tarde e noite e nos sábados pela manhã.

Segundo a professora Sonize Lepke, que coordenará o curso, o edital do processo seletivo deverá ser publicado entre os meses de maio e junho. As aulas iniciarão no mês de agosto de 2024 e se estenderão até junho de 2026.

Matriz curricular

De acordo com o projeto do curso, a matriz curricular, composta por 25 componentes curriculares, terá quatro eixos formativos. O primeiro eixo percorrerá os fundamentos epistemológicos da educação especial inclusiva e seus movimentos histórico, social, político e normativo, determinantes e imprescindíveis na constituição do currículo.

No segundo eixo será trabalhado o ensino colaborativo na educação especial inclusiva, pensando as especificidades do público da educação especial no contexto da docência e equipes de apoio ao processo das aprendizagens escolares.

O terceiro eixo formativo tratará das práticas colaborativas e contextos educacionais, com ênfase nos elementos que apoiam a prática docente numa perspectiva interdisciplinar, apontando para as possibilidades adaptativas e alternativas que promovam uma ação pedagógica diversificada e atenta às diferenças que compõem o gênero humano.

Finalizando o curso, o quarto eixo formativo enfatizará as experiências do percurso, as produções de conhecimento resultantes das atividades práticas de imersões, pesquisa e aprendizagens compartilhadas no contexto das escolas. Dentro da carga horária do curso estão previstas 240 horas de estágios curriculares, 150 horas de atividades de extensão e 100 horas de pesquisa.

Pesquisa

Para a elaboração do projeto do curso foi realizada uma pesquisa junto a 24 municípios da região Oeste de Santa Catarina, 32 municípios do Alto Uruguai do Rio Grande do Sul e 22 municípios do Médio Centro-Oeste do Paraná. A coleta de dados foi feita por meio de consulta às secretarias municipais e estaduais de educação e aplicação de questionários aos profissionais que atuam com a educação especial inclusiva nas escolas.

A pesquisa revelou que houve um aumento significativo no número de matrículas de estudantes com deficiência e transtornos globais de desenvolvimento na rede regular de ensino nos últimos anos. Além disso, se constatou que há escassez de professores qualificados para trabalhar com os alunos com deficiência, tanto em sala de aula, quanto nas salas de recursos multifuncionais. Houve, ainda, a indicação da necessidade urgente de uma formação adequada aos profissionais que atuam na área.

Outro dado resultante da pesquisa é que o autismo e a deficiência intelectual são os diagnósticos de mais de 50% dos estudantes incluídos. As demais deficiências indicadas foram: deficiência física, visual, auditiva, surdez, deficiências múltiplas, altas habilidades e superdotação.

Outras Notícias

Desentendimento entre funcionários de empresa de transporte termina com homem esfaqueado em Capinzal

Um desentendimento entre funcionários de uma empresa de transporte de Capinzal resultou em um homem esfaqueado na tar...

Governador Jorginho Mello estará em Capinzal para dar início à licitação da obra da nova Delegacia de Polícia

Está programado para esta sexta-feira, dia 24, às 10 horas, o ato de assinatura para dar início à licitação da obra d...

Administração de Ipira discute com Amauc a construção da ponte do Rio Capelinha

O setor de engenharia do município de Ipira recebeu, no dia 15 de maio, os técnicos da Amauc no objetivo de discutir ...

Lara Colombo é a rainha da festa do agricultor deste ano

Representando a comunidade de Lageado Mariano, Lara Colombo foi escolhida a rainha da festa do agricultor deste ano. ...