Rio Grande do Sul tem pelo menos 14 cidades afetadas pelo mau tempo nos últimos dias

Ventania destelha cerca de 100 casas em Lagoa Vermelha, no norte do RS

As rajadas de vento duraram cerca de cinco minutos, mas foram suficientes para destelhar cerca de 100 casas em Lagoa Vermelha, no norte do Estado, na segunda-feira (1º). De acordo com o sargento Solon Machado Dalolmo, do Corpo de Bombeiros da cidade, os prejuízos se concentraram nos bairros Oliveira e Operário, localizados a cerca de dois quilômetros do Centro.

— Foi por volta das 15h. Parecia um tufão de vento — conta.

Conforme o sargento, um lar de meninos foi o prédio mais danificado, mas ninguém ficou ferido.

— Distribuímos lonas e ajudamos a cobrir as casas. Felizmente, nenhuma família está desalojada ou desabrigada — detalha.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul divulgou, nesta terça-feira (2), um novo boletim sobre os estragos do mau tempo. O documento aponta que o número de municípios afetados pelos temporais dos últimos dias subiu de 12 para 14. A lista não contabiliza os estragos de Lagoa Vermelha.

A quantidade de casas danificadas também aumentou: passou de 52 para 146. Seis pessoas seguem desalojadas, todas de Pedro Osório, no sul do Estado.

Os danos no Estado*
Camargo, no Norte gaúcho: Chuva e ventos fortes, granizo, quedas de árvores e postes da rede elétrica parcialmente afetados.

Capão do Leão, no Sul do Estado: 40 residências e uma escola parcialmente destelhadas, queda de árvores e postes da rede elétrica.

Cruzaltense, no Norte gaúcho: Chuva com granizo

Frederico Westphalen, no Norte do RS: Chuva intensa sem vento e pouco granizo sem relatos de danos significativos.

Passo Fundo, no Norte gaúcho: Chuva e vento com queda de árvores.

Pedro Osório, no Sul do Estado: Residências parcialmente destelhadas, queda de árvores. Seis pessoas desalojadas, sendo quatro adultos e duas crianças, que foram alojados na casa de familiares.

Pelotas, na região Sul: 12 residências parcialmente destelhadas, queda de árvores, bloqueio de vias, queda de postes da rede elétrica e falta de água, afetando alguns bairros da cidade.

Porto Alegre: Queda de árvores sem registro de danos decorrentes.

Santana da Boa Vista, no Sul do Estado: Chuva intensa, vento forte, granizo e danificação em estradas, sem maior gravidade.

Santo Antônio do Planalto, no Norte do RS: Chuva com vento forte sem registro de danos.

São Lourenço Do Sul, na região Sul: Queda de árvores sem registro de danos decorrentes.

Soledade, no Norte do Estado: Chuva com vento e granizo sem registro de danos.

Vacaria, na Serra: 94 residências parcialmente destelhadas, queda de árvores, rede elétrica parcialmente afetada. Houve a distribuição lonas e telhas.

Vila Maria, no Norte: Chuva intensa, vento forte e granizo sem registro de danos.

*Dados da Defesa Civil do RS
FOTO: Corpo de Bombeiros de Lagoa Vermelha / Divulgação
A.M

Outras Notícias

O inverno começa no hemisfério Sul na próxima semana

No outono de 2021 a chuva foi mal distribuída em SC, mais frequente e significativa no Litoral e áreas próximas, e es...

Massas de ar frio avançam por SC e antecipam riscos e quedas drásticas na temperatura

Os amantes do inverno podem comemorar: massas de ar frio estão em avanço por Santa Catarina, antecipando a frente fri...

Repórter de TV é ‘engolido’ pelo mar de SC durante gravação; VÍDEO

O repórter Luiz Turati, da TV Panoramo, afiliada da TV Cultura em Santa Catarina, foi “engolido” pelo mar na orla de...

Frio fora de época chama atenção no Sul do Brasil

O frio fora de época chamou atenção dos moradores do Sul do Brasil. Após a passagem de uma frente fria, o ar frio de ...