TJ majora condenação de homem que insultou delegada de polícia pelas redes sociais

A 3ª Câmara Civil do TJ decidiu majorar indenização por danos morais concedida em favor de uma delegada de polícia da capital que, após efetuar a prisão de uma mulher por desacato, passou a ser alvo de publicações caluniosas em rede social e de comentários inverídicos manifestados em órgãos de imprensa de alcance estadual. Os impropérios tiveram por autor o filho da mulher anteriormente presa. O TJ passou o valor da indenização de R$ 1,5 mil para R$ 5 mil.

O desembargador Saul Steil, relator da matéria, reconheceu a conduta reprovável do réu ao atribuir à demandante fatos criminosos não comprovados, bem como o caráter ofensivo de suas postagens nas redes sociais. Para o magistrado, aliam-se aos fatos o depoimento do agressor, que admitiu a intenção de ofender a autora. "Nesse particular, a reprovabilidade do ato ilícito praticado possui imediata repercussão sobre o montante a ser fixado, na medida em que consta intrinsecamente relacionado ao caráter pedagógico-punitivo da reparação do abalo anímico", ponderou. A decisão foi unânime

TJSC
A.M

Outras Notícias

Corpo de mulher é encontrado no interior de Jaborá na manhã desta quinta-feira

Um popular acionou a polícia na manhã desta quinta-feira (14), após se deparar com o corpo de uma mulher jogado em me...

Usuário de drogas invade casa de vizinhos e agride casal de idosos em Chapecó

Por volta das 10h15 da manhã desta quarta-feira, 13, na rua Augusto Andrioli, Loteamento Monte Castelo, região sul de...

Discussão por som alto acaba em briga e com carro danificado

A Polícia Militar foi acionada para atender uma briga seguida de disparo de arma de fogo na noite deste sábado (9) no...

Mulher é presa suspeita de incendiar casa de padre

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Camboriú, cumpriu, na manhã deste sábado (09), no Bairro Rio Peq...