Tribunal suspende julgamento da operação Fundo do Poço para o dia 18 de novembro

Sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça que analisa o processo criminal relativo a operação Fundo do Poço foi suspenso e transferido para o dia 18 de novembro. A relatora do processo, desembargadora Soraya Nunes Lins.

Ela leu o relatório e quando ia ser iniciada a sustentação oral do Ministério Público Estadual, o julgamento foi adiado. São 14 pedidos de sustentação oral e cada um deles tem meia hora para falar. Entre as 37 pessoas está denunciado o deputado Romildo Titon, atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa. O processo é decorrência da Operação deflagrada pelo Gaeco em 2013 na região de Campos Novos.

Foram ouvidos nos autos, além dos 37 réus, outras 30 testemunhas de acusação e 284 testemunhas de defesa. O processo tem 22.748 páginas e 82 anexos físicos.

Moacir Pereira NSC Total

Outras Notícias

MDB apresentará pré-candidatos ao pleito das eleições 2020 no final de fevereiro

O MDB - Movimento Democrático Brasileiro - de Piratuba deve apresentar no dia 28 de fevereiro os pré-candidatos a maj...

PSL alega infidelidade e pretende expulsar deputado Sargento Lima

Uma notificação extrajudicial pedindo a expulsão do PSL surpreendeu o deputado estadual Sargento Lima nesta terça-fei...

PSL de Piratuba participa do evento de filiações em São José

O PSL de SC organizou no sábado, 15, evento de filiação de novas lideranças para a disputa das eleições municipais de...

Governo estadual exonera secretário da Infraestrutura e da Mobilidade

Um dia após a divulgação de uma nota de repúdio assinada pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa contra o trata...